高木元輝、金剛督、竹内直、小山彰太 :Live at Little John,  Yokohama,1999 (NBCD-144  /NBLP- 146)

1999年9月横浜市Little Johnで行われた高木元輝、金剛督、竹内直、小山彰太のライヴから収録。高木元輝最晩年の貴重な記録。

 

Mototeru Takagi - tenor saxophone
Susumu Congo - alto saxophone, flute, bass clarinet
Nao Takeuchi - tenor saxophone, flute, bass clarinet
Shota Koyama - drums

 

CD

1. Yokohama Isezaki Town   
40:37
2. Yokohama Yamashita Town  
12:06
3. Yokohama Yamate Town
20:34

 

  • Improvised & composed by Mototeru Takagi, Susumu Kongo, Nao Takeuchi and Shota Koyama
  • Recorded live on the 25th September, 1999 at LITTLE JOHN, Yokohama, Japan by Susumu Kongo and Nao Takeuchi
  • Mastered by Arūnas Zujus at MAMAstudios
  • Design by Oskaras Anosovas
  • Cover photo by Mitsuo Jofu
  • Booklet photos - Shota Koyama by Yutaka Narasaki / Nao Takeuchi courtesy of Papillon / Mototeru Takagi by Mitsuo Jofu 上上不三雄
  • Produced by Danas Mikailionis and Takeo Suetomi (Chap Chap Records)
  • Release cordinator - Kenny Inaoka (Jazz Tokyo)
  • Co-producer - Valerij Anosov

CD、LP共に販売中。

LPは、在庫数が少なくなっておりますのでお早めに!

 

Salt Peanutsのレヴューはこちら

Jazz Tokyoのレヴューはこちらこちら

 

撮影:上不三雄/Mitsuo Jofu

 

Free Form,Free Jazzより。

Live at Little John, Yokohama 1999  ****(*)

Mototeru Takaji Quartet

NoBusiness Records

 

Sob o comando do grande saxofonista Mototeru Takaji (1941-2002), este quarteto traz uma instigante formação, com Susumu Kongo (sax tenor), Nao Takeuchi (clarinete baixo, flauta, tenor) e Shota Koyama (bateria). Nesta apresentação captada ao vivo em setembro de 99, no Little John, em Yokohama, nunca antes editada oficialmente, vemos o quarteto em três longas faixas, totalizando mais de 70 minutos de música. Apesar da expectativa que a formação do grupo possa inicialmente causar, não se trata aqui propriamente de energy music, apesar de trazer seus momentos mais ariscos; os três sopros dialogam mais em sintonia e complementariedade do que em um modelo de disputa de espaços. O tom do concerto fica bem demarcado na abertura do primeiro tema (que conta com 40 minutos), no qual dois saxes tenor e o clarinete baixo traçam justo e inventivo diálogo, sem uma voz atropelar a outra ou forçar protagonismos; esse espírito se mantém até o meio da peça, quando a temperatura sobe consideravelmente por algum tempo. O segundo tema abre de forma similar, mas tem uma particularidade marcante, que é o trabalho com o clarinete baixo, que domina as atenções ao ir ascendendo do fundo para criar uma densa e profunda parede, por entre a qual os saxes tentarão se fazer serem ouvidos, sempre com a bateria sutilmente dando a base para os três sopros (o papel impactante do clarinete baixo nessa faixa faz ela se revelar a melhor do álbum). Já o último tema tem uma voltagem diversa, com as flautas assumindo espaço de destaque. Mototeru Takaji, que foi um dos nomes centrais do free jazz nipônico, morreria apenas três anos após este concerto. Diferentes gravações do saxofonista têm sido resgatadas desde sua morte, o que tem nos ajudado a conhecer mais desse grande músico que não deixou uma discografia muito extensa, considerando suas mais de três décadas de atividade. Este disco, assim como o de Itaru Oki, sai em versão digital e em LP, edição limitada de 300 cópias. Os álbuns fazem parte de uma série em parceria com o selo japonês Chap Chap Records, que tem resgatado importantes capítulos da free music do país.